Poesia.

3
“ Ela é tão livre que um dia será presa.
 Presa por quê?
 Por excesso de liberdade.
 Mas essa liberdade é inocente?
 É. Até mesmo ingênua.
 Então por que a prisão?
 Porque a liberdade ofende.”
(Clarice Lispector)


"Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar [...] Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre...Sou uma filha da natureza: quero pegar, sentir, tocar, ser..."
 (Clarice Lispecto)

3 comentários:

Ahtange Monte Negro disse... [Responder Comentário]

Lindas fotos!!! A Clarice nossa!! Ela me descreve me encontro em muitos dos pensamentos dela.
Bjos minha querida.

Evany Bastos disse... [Responder Comentário]

Querida brigado por sua visita no meu cantinho da poesia, eu amo poesia, elas me toca profundamente.
Bjos.

Ahtange Monte Negro disse... [Responder Comentário]

Oi querida com tantas coisas lindas e que abrem as janelas da alma de quem por aqui tem a felicidade de passar. Tenho um selo de qualidade para vc no meu cantinho.
Bjos!!!!

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Loading...