Retrato.

2
Retrato

"Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
Em que espelho ficou perdida a minha face?"
(Cecília Meireles)

2 comentários:

Neiva Meriele disse... [Responder Comentário]

Hum... poema lindo, mas eu conheço esta mulher linda de algum lugar hem rsrs.

Beijokas. Saudades amiga!

Evany Bastos disse... [Responder Comentário]

Obrigado Neivinha.
Beijos.

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Loading...